A F-1 precisava disso

podio2Pouco importa se Brawn GP, Toyota e Williams estão fora do regulamento ou não. Fato é que a categoria máxima do automobilismo mundial precisava desse ar novo proporcionado pela mudança de regulamento. Regras essas que, embora muito criticadas, mostraram seu valor na primeira etapa do Mundial 2009. Ao meu ver, isso ocorreu por dois motivos principais: carros andando mais próximos e valorização da competência técnica em detrimento ao poder financeiro. Como escrevi abaixo: pela primeira vez em anos a FIA acertou em algo.

Jenson Button venceu com propriedade, de ponta a ponta e sem dificuldades. O único adversário à altura do inglês, Barrichello fez uma largada desastrosa – ficou praticamente parado no grid – e, em seguida, se envolveu num toque com Webber, o que danificou o spoiler dianteiro de sua Brawn. O brasileiro fez uma ótima corrida de recuperação e, no final, contou com os hormônios em ebulição de Vettel e Kubica. O polonês, com pneus duros e mais inteiros que os do alemão, tentou uma ultrapassem espírita. Vettel, por sua vez, defendeu a sua posição de maneira desastrada. Resultado: o 2º e 3º colocado deram adeus à disputa a poucas voltas do final. Barrichello, então 4º colocado, herdou a segunda posição. Talvez o primeiro lance de sorte na longa carreira do brasileiro.

Outro destaque positivo foi o desempenho das Toyotas, que largaram do box e terminaram na 3ª e 5ª posição, com Trulli e Glock, respectivamente. Já a Williams decepcionou, Rosberg perdeu muito rendimento no final, terminando em um insosso sétimo lugar. Nakajima honrou o DNA e encontrou o muro na 18ª volta.

As Ferraris foram meras coadjuvantes na corrida, com ambos os carros abandonando a prova. Massa, aparentemente com um problema mecânico, e Kimi, após rodar, vão embora de Melbourne com um gosto amargo. Ainda mais depois de ver a McLaren, sua rival dos últimos anos, terminar a prova com um surpreendente 4º lugar de Hamilton. Interessante foi ver os momentos nos quais a transmissão mostrava a câmera on board do carro do inglês. O carro prateado está realmente instável.

A Force India, mais especificamente com Fisichella, rendeu a cena cômica do dia: ao tentar parar no box, o italiano simplesmente errou o local da parada. Mais ridículo que isso, só o desempenho do ciclista Mark Webber. Ainda acho que a Red Bull deveria ter convencido o David Coulthard a continuar correndo e o australiano a se aposentar. Tá certo que DC desencanava da corrida na segunda volta. Mas, pelo menos, não passava pela humilhação que Webber passou hoje. Renault e Toro Rosso não merecem citação – fizeram corridas melancólicas, quase dramáticas.

Abaixo, o resultado final da primeira etapa do Mundial 2009 de Fórmula 1. Tabela gentilmente emprestada do Grande Prêmio.

resultado_australia

Anúncios

5 Responses to “A F-1 precisava disso”


  1. 1 Ron Groo domingo, 29/03/2009 às 19:17

    Concordo… Precisava de uma chacoalhada…
    E tomara que os outros acordem, pelo bem de nossa diversão.

  2. 2 Gil domingo, 29/03/2009 às 20:44

    A mudança para uma coisa boa é sempre bem-vinda, mas espero que a Brawn nao me invente de dominar tudo. Tenho trauma da Era Schumacher!

  3. 3 Dea domingo, 29/03/2009 às 23:07

    Fantástico! Maravilhoso! Sensacional!! =D

  4. 4 Rodrigo Lara segunda-feira, 30/03/2009 às 17:55

    Também espero Ron. Acredito que vão acordar, só não acho que isso aconteça na Malásia.

  5. 5 Rodrigo Lara segunda-feira, 30/03/2009 às 17:56

    Ao que parece, o domínio não será monótono como na Era Schummy. A Red Bull, pelo menos com o Vettel, parece que está com um ritmo bom. O mesmo vale pra Toyota e pra Williams. Essas quatro devem polarizar a disputa nos próximos GPs…


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Quem acelera aqui

Rodrigo Lara é jornalista e tem 24 anos. Viciado em esportes, curte especialmente aqueles que reúnem gasolina, velocidade e carros.

@ Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

O passado está aqui

Categorias

Blog Stats

  • 12,837 hits

Posts por data

março 2009
S T Q Q S S D
« fev   abr »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Quer comprar artigos importados?


%d blogueiros gostam disto: