Declarações infelizes

“Tive uma sensação estranha”. “Os freios ficaram loucos”. “Sou só um brasileirinho contra esse mundão todo”. Massa, Nelsinho e Barrichello são os autores das frases, respectivamente. Frases essas que conhecemos bem e, de certa maneira, marcaram a carreira desses pilotos.

A diferença entre os três foi a forma com que reagiram após os episódios. Massa reverteu a situação, passou a ser mais feliz em suas declarações e evoluiu como piloto. Nelsinho, por sua vez, não se encontra na Renault. É um piloto com qualidades, sem dúvidas: se não o fosse, não estaria na F-1. Carece, porém, de mais força mental para superar a constante pressão que o cerca.

Já Rubinho ficou marcado como o eterno segundo piloto durante sua carreira na Ferrari. Busca, em 2009, a redenção, o que pode acontecer por possuir um carro muito bom e não estar numa equipe que tem uma hierarquia definida.

Faço essa volta para chegar, finalmente, ao ponto: a declaração de Barrichello ao final do treino de classificação não condiz com o piloto maduro que ele é. Atribuir um desempenho do qual não gostou ao fato do “carro estar saindo muito de frente” demonstra que Rubinho, vez ou outra, ainda demonstra um complexo de inferioridade.

E vejam cá: não estou desconsiderando o fato do carro realmente apresentar esse comportamento. Mas sim na forma com que isso é encarado. Se o Rubinho tivesse afirmado que “estamos com dificuldades para acertar o carro”, não haveria qualquer problema. Mostraria humildade e trabalho em equipe.

Não à toa, Felipe Massa sempre faz as afirmações na primeira pessoa do plural. Correto ele: na F-1, trabalha-se em equipe. Se um erra, todos erram. E caso Rubinho queira brigar pelo título, terá que agir dessa maneira, trazendo a equipe para o seu lado e dividindo as conquistas e as frustrações.

Anúncios

0 Responses to “Declarações infelizes”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Quem acelera aqui

Rodrigo Lara é jornalista e tem 24 anos. Viciado em esportes, curte especialmente aqueles que reúnem gasolina, velocidade e carros.

@ Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

O passado está aqui

Categorias

Blog Stats

  • 12,837 hits

Posts por data

abril 2009
S T Q Q S S D
« mar   maio »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Quer comprar artigos importados?


%d blogueiros gostam disto: