Força maior

Estive distante da internet neste final de semana, por isso não postei qualquer tipo de análise sobre o GP do Bahrein. Primeiramente, no sábado tive corrida de kart, o que atrapalhou meus planos. No domingo, final do Paulistão e outros compromissos pessoais fecharam a fatura.

Apenas breves considerações:

– Jenson Button conseguiu guiar um carro competitivo na hora certa. Vem mostrando uma pilotagem precisa e a vantagem acumulada até o momento pode ser de extremo valor caso os adversários superem o potencial da Brawn GP. Num ano em que diversas equipes apresentam um desempenho bom, polarizar conquistas no início pode render uma ótima posição ao final do campeonato.

– Em situação inversa está Rubens Barrichello. Não aproveitou a superioridade da Brawn até agora e, lutar por vitórias quando as demais equipes já estarão num nível similar não parece ser uma boa alternativa. Salvo vários lances de sorte, não parece que vai lutar pelo título em 2009.

– A corrida de Barcelona tem tudo para mexer na ordem de força do campeonato. Neste aspecto, quem parece levar vantagem é a Red Bull. Sem Kers e difusor especial, já consegue acompanhar e, por vezes, superar a Brawn. Se incorporar essas mudanças, em especial do difusor, tem grandes chances de ser a melhor equipe a partir da próxima corrida.

– Não só pela Red Bull, mas McLaren e Ferrari tendem a embolar o meio de campo, dependendo da eficiência do pacote de mudanças que será apresentado em Montmeló. Nada foi dito ainda sobre melhorias na Brawn GP e, principalmente por isso, a gordura acumulada por Button pode ser útil. O inglês, contudo, ainda não pode ser apresentado como franco-favorito ao título. Não deixa de ser um nome forte, entretanto.

– Mais do que a Ferrari, a BMW é a maior decepção de 2009. No meio do ano passado, Kubica se irritou porque a equipe parou de desenvolver o carro. A justificativa era de que eles já estavam trabalhando no modelo desse ano. Trabalho esse que, pelo visto, não rendeu.

– A Renault melhorou. Prova disso foi o 8º lugar de Alonso e o 10º de Nelsinho. O brasileiro fez uma prova correta. Se não brilhou, pelo menos não comprometeu. Quem corre sabe que uma das coisas mais difíceis de se conseguir não é a velocidade, em si, mas a constância. E isso consegue-se muito mais a partir de um trabalho mental do que por habilidade, propriamente. E, justamente, o maior problema de Nelsinho está em sua força mental. Num final de semana no qual ele deu declarações mais otimistas e pareceu correr mais tranquilo, o resultado surgiu. Que sirva de exemplo para suas próximas corridas.

Anúncios

6 Responses to “Força maior”


  1. 1 Ron Groo segunda-feira, 27/04/2009 às 20:20

    Eu concordo, bem mais que a Ferrari – que só começou a desenvolver seu carro após os fim do campeonato do ano passado – a BMW abdicou da disputa do titulo para fazer o carro para este ano.
    Deixaram o Kubica irritado com isto, e devem o estar deixando possesso agora.

  2. 2 Ron Groo segunda-feira, 27/04/2009 às 20:21

    Ah sim, esqueci.
    Aquele gordo não me convence… Só porque fez dois golaços?
    Quero ver se ele faz mais tres ou quatro no Pacaembu.
    duvido!

    Já era… Peixe vice campeão.

  3. 3 Romeu terça-feira, 28/04/2009 às 23:33

    E o mais engraçado é que o Rubinho comprou um espaço para ir em uma nave para o espaço daqui há alguns anos. Eu que não quero estar com ele. Vá que dê um problema hidráulico na nave.

  4. 4 emerson sábado, 02/05/2009 às 22:41

    “Não aproveitou a superioridade da Brawn”

    aproveitamento do button = 77,5 %

    rubens = 47,5 %

    button bem melhor,

    mas rubens não ficou parado,

    como sugere a frase acima.

    abraço

  5. 5 Rodrigo Lara domingo, 03/05/2009 às 21:51

    Em primeiro lugar, obrigado pela visita e volte sempre!

    São 30% de diferença no aproveitamento. Não que Rubens tenha sido um desastre, mas considero que ele deixou um pouco a desejar nessas primeiras etapas, daí a frase.

    Abraço!

  6. 6 emerson segunda-feira, 04/05/2009 às 00:15

    obrigado pela resposta,

    concordo.

    se rubinho quiser alguma coisa tem que esquecer de tudo e andar como um alucinado,

    igual ele mostrou que pode fazer na sua primeira vitória.

    até segunda feira

    abraço


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Quem acelera aqui

Rodrigo Lara é jornalista e tem 24 anos. Viciado em esportes, curte especialmente aqueles que reúnem gasolina, velocidade e carros.

@ Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

O passado está aqui

Categorias

Blog Stats

  • 12,811 hits

Posts por data

abril 2009
S T Q Q S S D
« mar   maio »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Quer comprar artigos importados?


%d blogueiros gostam disto: